BLOG

2015: Receita para o Ano


A análise do Ano se assemelha muito à execução de uma grande receita, temos diversos ingredientes (perspectivas pelas quais podemos olhar) e modos de preparo (como juntamos todos os estudos possíveis).


Para essa análise do Ano de 2015 - Cabra de Madeira anote os ingredientes que vamos usar:

  • 1 xicara de Astrologia (Ba Zi - 4 Pilares do Destino)

  • 1 pitada de Feng Shui (Xuang Kong Fei Xing)

  • 2 colheres de I Ching

1 xícara de astrologia


No grande "relógio cósmico" (colocar um link para o post anterior) estamos em um ano que tem como energia do Céu a Madeira yin e Energia da Terra o ramo Wei (Cabra). O ramo Wei por sua vez contém Terra Yin na sua maior expressão mas têm aquele saborzinho de Fogo Yin e Madeira Yin (igual à do Tronco Celeste deste ano).


Assim, Madeira e Terra estão em conflito a madeira ainda que yin, mais sutil e suave, busca penetrar na terra, lá no fundo dessa terra que esta receptiva e aberta há um pouco dessa madeira suave também. O conflito se dá, pois a Terra é o elemento da estabilidade e mesmo a sutileza de um vento a incomoda.



1 pitada de Feng Shui

Para o Feng Shui o ano de 2015 é da energia 3 Madeira novamente, mas o 3 representa a Madeira yang, o Trovão. Uma energia muito forte, impulsiva, reativa, explosiva, por isso e como não está numa fase muito favorável no macro-ciclo associa-se essa energia às discussões, brigas e desavenças.


No Luo Shu original essa posição central é ocupada pelo 5. O 5 não tem elemento por si, ele representa a origem dos demais elementos, mas a energia que mais se assemelha a ele é a Terra, o equilíbrio. No entanto o 5 não é nem yin nem yang.


Viram a semelhança? Na Astrologia temos um ano de Madeira x Terra e no Feng Shui Também.


2 colheres de I Ching


Representando o 3 - Trovão (Madeira Yang) como trigrama superior como a influencia externa sobre nós e a Terra no trigama inferior (energia interna) temos dois hexagramas possíveis. O 5 não possui yin ou yang assim podemos analisar tanto o "O pequeno excesso" como o "Entusiasmo".


O Pequeno Excesso tem a energia da Terra yang - a montanha. A montanha evoca uma terra dura, difícil, afastada, alguém que vê do alto os demais, o sábio que se isola, também traz a imagem de sabedoria e guardião. Nesse hexagrama dois elementos yang se opõem. Um quer ficar onde está, outro quer partir impulsivamente, há um conflito de dois turrões, arrogantes e agressivos. Além de brigarem entre si, pensando apenas em seus interesses individuais, prejudicam com essa atitude todos os demais, há um excesso de cobranças e exigências pessoais e objetivos maiores não conseguem ser conquistados.


O Entusiasmo tem a energia da Terra yin - a terra. A Terra traz a imagem da planície, do acolhimento, da abertura, da terra fértil, que exige, no entanto, trabalho, fala do povo e da equidistância entre as pessoas. Esse hexagrama apresenta a exteriorização de uma força impulsora motora, sem agressividade (o interior é yin), que brota do interior para contagiar a todos que estão por perto. Entusiasmo em grego - enteros - significa ter eros dentro de si, eros era a representação da paixão, significa ter uma paixão que faz a pessoa se mover em sua direção. Assim, acredito que entusiasmo seja mesmo uma ótima tradução para esse hexagrama.

Modo de preparo

Bom, como os ingredientes mostram, o ano promete uma energia muito intensa, muito conflito. Como a habilidade do chef (nosso poder de decisão) pode alterar o sabor da tempero podemos usar a Montanha ou a Terra.


De qualquer forma se quisermos bons resultados esse ano será preciso muita paciência para entender o momento e não agirmos reativamente, só assim para o bolo solar.


#AnoNovoChinês

Em Destaque
Novidades
Arquivos
Tags